28, julho, 2017

Trajetória do Feijão Amigo: novidades e grandes projetos para breve

Tulleh Gracco
Tulleh Gracco, Eduardo Campelo e Isabele Ferreira: time desenvolve projeto ambicioso no condomínio Mandara Lanai

“Reinventar-se” é um pressuposto para os profissionais mais criativos e uma exigência no mundo da gastronomia. Tendo migrado do setor de Tecnologia da Informação para a vida gastronômica sob quatro rodas com o truck de cozinha brasileira Feijão Amigo, o entrevistado de hoje, Tulleh Gracco, é um exemplo perfeito deste mesmo pressuposto. Atualmente, Gracco e a esposa, Isabele Ferreira, estacionaram de vez o antigo food truck e partem para um novo e ambicioso projeto gastronômico, capitaneado dentro do condomínio Mandara Lanai, que fica localizado no Porto das Dunas, em Aquiraz. A gastronomia continua a ser o lema dessa história sobre a qual conversamos um pouco, tomando agora a forma de um grande complexo gastronômico, com direito a vista panorâmica e que herda os anos de experiência dos criadores do Feijão Amigo.

1. Para abrir a entrevista, Tulleh, gostaríamos que você apresentasse para o nosso público, resumidamente, o que foi e o que representou a experiência gastronômica tida por você e por sua esposa, Isabele Ferreira, com o food truck do Feijão Amigo.

Foi uma virada em nossas vidas… Do dia para a noite nos tornamos empreendedores de um mercado muito concorrido e cheio de desafios. Convivendo com as incertezas de cada final de semana, de sempre estar em local e com publico diferente. Implantar um cardápio que ia contra o mercado foi muito arriscado. No entanto, foi o que chamou atenção do publico e abriu portas para um mercado que estava voltado para os hambúrgueres e as massas

Mandara
Criadores do Feijão Amigo capitaneiam ambicioso projeto gastronômico no condomínio Mandara Lanai (Divulgação)

2. Quais as principais memórias que ficaram deste seu início de trajeto dentro do universo da gastronomia?

A emoção de desenvolver um produto e ver a reação do cliente em tempo real… De poder estar perto do cliente, muitos dos quais, ao longo da nossa historia, viraram amigos… Isso tudo não tem preço. Além, claro, dos grandes eventos e desafios que enfrentamos, como participar do Cine Ceará 2016, Vila Mix, quando entregamos, ao longo da noite, mais de 500 sanduíches, e pegar a estrada em busca de novos desafios e quebras de fronteiras.

3. Como surgiu a ideia de encerrar o ciclo no ramo dos food trucks e eventos e se lançar a um projeto gastronômico mais exigente como o atual?

Na verdade, fomos convidados pelos moradores do Mandara Lanai para assumirmos o restaurante, que no momento não atendia a demanda. Mas a nossa proposta ia além do restaurante, pois tínhamos em mente um projeto gastronômico, amplo e diversificado, e exclusivo para o Mandara, com foco na qualidade e excelência em atendimento.

Hambúrgueres
Expertise gastronômico de Tulleh Gracco à frente do Feijão Amigo se soma ao dos colaboradores Eduardo Campelo, ex-Rapadura Food Truck, e Alexandro Vieira (Divulgação)

4. O que você poderia detalhar aos nossos leitores sobre o novo projeto gastronômico que você está capitaneando?

Não é porque estamos à beira da praia que tudo tem que virar uma barraca de praia… Nada contra, até porque vamos desenvolver uma futura barraca de praia, mas tudo tem o seu lugar. A nossa proposta tem como objetivo proporcionar o máximo de conforto, comodidade e qualidade para os nossos clientes, com opções variadas de gastronomia, desde um espetinho de lombinho à beira da piscina a um steak tartare, com a opção de vinhos como entrada no restaurante aliado a uma hamburgueria artesanal e muito chopp puro malte.

5. Quem participa dessa nova empreitada com você e quais suas expectativas e ambições para um futuro próximo?

Contamos com parceiros e profissionais que tivemos o prazer de conhecer e torná-los nossos amigos ao longa da nossa historia com o food truck do Feijão Amigo. À frente da nossa cozinha, contamos com o chef Eduardo Campelo, ex-Rapadura Food Truck. Já o nosso maître é o Alexandro Vieira, com 20 anos de experiencia.

Gastronomia, vista e espaço
Vista privilegiada e lindo espaço se somam às possibilidades do novo complexo (Divulgação)

6. Na sua visão, quais as principais diferenças, em termos de dificuldades, do mundo da “gastronomia sob quatro rodas” para o atual projeto de complexo gastronômico liderado por você junto ao condomínio Mandara?

No food truck, o ambiente é mais descontraído e temos contato direto com o cliente. Quando vamos para dentro de uma cozinha com um cardápio diversificado, passamos a lidar com uma situação de pressão bem elevada. O estresse aumenta e a exigência é bem maior. Além disso, por estarmos dentro de um condomínio, a rotatividade de mesas é menor e o cliente não muda muito… Sendo assim, temos que usar e explorar o máximo da nossa criatividade.

No Mandara, lideramos três áreas com cardápio totalmente diferente, e com cozinhas independentes e propostas diferentes, porém com o mesmo cliente, uma vez que estamos dentro de um condomínio e dedicados ao mesmo. Essa situação toda torna o desafio ainda maior, mas com infinitas possibilidades, pois passamos a se relacionar com e entender o cliente.

Mandara Lanai7. O que você pretende levar, seja em termos do seu expertise gastronômico, seja em termos de experiência em empreendedorismo, da identidade e da história do Feijão Amigo para o novo complexo gastronômico?

Alem de todo o cardápio do Feijão Amigo e a alegria no atendimento ao cliente, pretendemos desenvolver uma experiencia gastronômica que até então se encontrava limitada dentro do food truck e do conceito do Feijão Amigo. Agora, podemos explorar ao máximo os nossos ingredientes regionais, pratos tradicionais e ousar com novas experiências. Dentro do Mandara, a ideia principal é fazer com que o cliente entre no condomínio com a certeza de que irá contar com um serviço de excelente qualidade e uma rica experiencia gastronômica.

Colunistas

Ver tudo
5 de outubro de 2017

Clube de cervejas: vale a pena assinar?

Autor: Bia Adjafre

6 de setembro de 2017

Alimentos orgânicos como aliados da saúde

Autor: Raquel Pessoa

css.php