17, abril, 2015

Câmara de Comércio da Itália realiza encontro entre empresários brasileiros e italianos

Evento promovido pela Câmara de Comércio Ítalo-Brasileira da Região Nordeste reúne apreciadores de vinhos

Encontro promovido pela Câmara de Comércio ocorre no dia 28 deste mês
Encontro promovido pela Câmara de Comércio ocorre no dia 28 deste mês

A Câmara de Comércio Ítalo-Brasileira da Região Nordeste, com sede em Fortaleza, realiza encontro de apreciadores de vinho, empresários e gestores no próximo dia 28 de abril, às 17h, no Marina Park Hotel. A data reunirá empresários italianos com o objetivo de apresentar o consórcio Mangiamo Italiano e as empresas Viva e Secom, que juntas contabilizam mais de 100 empresas com foco em expansão dos negócios no Brasil, e tendo o Estado do Ceará como a porta de entrada para o país.

Segundo Cesare Villone, presidente da Câmara de Comércio, a oportunidade deve apresentar marcas de vinhos e produtos italianos que devem chegar às lojas no ano de 2016. “Nosso objetivo é aproximar os produtos e negócios da Itália ao Ceará, através deste consórcio e de empresas voltadas para alimentos típicos da culinária italiana. Uma missão de empresários italianos estará no Estado para fazer negócios e conhecer as tecnologias e inovações brasileiras. Hoje, mantemos um canal de negócios entre os dois países”, conta Villone.

Parmesão italiano
Parmesão italiano

Durante o evento, as empresas irão apresentar produtos como: vinhos, pastas, molhos de tomate, patês, azeites extra virgem, queijo parmesão, biscoitos e frutas secas, oriundas de diversas regiões do país. Em sua maioria, os produtos expostos são fabricados artesanalmente, o que enriquece a qualidade e sabor do produto. “Eu acredito que o mercado brasileiro tem extraordinária potencialidade naquilo que se refere à enogastronomia e derivados. Fortaleza, além de ser uma cidade economicamente forte e em expansão, é numericamente importante no que se refere ao consumo potencial de produtos italianos. Com a atuação da Câmara de Comércio, já é possível manter negócios entre os dois países, visto o Estado receber uma grande parcela de turistas italianos”, disse Cesare.

Para a consultora externa da Câmara de Comércio, Eliane Gerzelj, encontra-se no Ceará um público amplo de consumidores que procura cada vez mais produtos de qualidade, e que deseja seguir a dieta mediterrânea em sua alimentação cotidiana. “Do lado italiano, as empresas estão enfrentando as dificuldades de uma crise econômica que afetou toda a Europa e tarda a superar-se, incentivando, de fato, a procura por mercados exteriores, os quais demonstraram um contínuo crescimento nos últimos anos, caracterizado por um aumento de mais de 15% nos setores de produtos alimentícios e bebidas destinadas ao Brasil”, completa Eliane.

O evento de degustação do dia 28 de abril 2015 será seguido, na tarde do dia 29, de uma rodada de negócios, que então oferece aos empreendedores cearenses a oportunidade de fechar logo os contratos com as empresas italianas presentes.

Colunistas

Ver tudo
22 de fevereiro de 2020

Como cuidar da saúde no carnaval, evitar a ressaca e mais

Autor: Raquel Pessoa

28 de novembro de 2019

As “cervezas” dos “hermanos”: cenário e cervejas na Argentina

Autor: Samuel Magalhães (@SamCervas)

css.php