18, janeiro, 2013

Cerveja e chope

 

Um dos principais mitos criados em relação à cerveja é a sua diferença para o chope. Dizem que a cerveja é engarrafada e pasteurizada, enquanto o chope é embarrilado e não pasteurizado. O problema é que essa noção só existe no Brasil. A pasteurização é um tratamento térmico feito em alimentos com o objetivo de eliminar microrganismos que provocam decomposição. Na cerveja, isso permite que ela possa durar mais tempo nas prateleiras sem estragar, mas ao mesmo tempo o choque térmico provoca uma perda de qualidade de aroma e sabor. 
 
A palavra chope teve origem do alemão schoppen, que significava uma unidade de medida. Provavelmente o termo foi aprendido com imigrantes alemães e passou a designar a cerveja tirada do barril. Em outros países o termo mais comum é a cerveja tirada na pressão (bière pression na França) ou da torneira (beer on tap nos EUA e bier von fass na Alemanha), sem fazer distinção se é ou não pasteurizada.
 
No Brasil tratamos cerveja e chope como se fossem distintos, quando na realidade são o mesmo produto. Simplesmente cerveja. A questão da pasteurização depende muito de como o produto vai ser distribuído e como a cervejaria quer ele chegue até o consumidor. Existem cervejas (engarrafadas) que não passam por pasteurização para preservar características desejáveis e nem por isso chamamos de chope em garrafa. Também existem cervejas embarriladas que passam por pasteurização para garantir um padrão de qualidade durante o transporte e nem por isso chamamos de cerveja no barril. 
 
Como está fortemente inserido na nossa cultura, dificilmente deixaremos de chamar a cerveja tirada do barril de chope. Não tem problema mesmo, o que importa é que seja boa e continue a agregar pessoas!
 
 
Rodrigo Campos Oliveira é editor do blog Para Que VoCerveja, cervejólogo e consultor para bares, restaurantes, lojas e eventos. Viajou o Brasil e o mundo visitando cervejarias e bares especializados. Adora cozinhar pratos que combinem com suas cervejas preferidas, da entrada à sobremesa. Ministra palestras e harmonizações com cerveja para dividir parte do conhecimento adquirido nos últimos anos. Fale com o colunista pelo twitter, facebook ou email: [email protected]
 
 

Colunistas

Ver tudo
28 de novembro de 2019

As “cervezas” dos “hermanos”: cenário e cervejas na Argentina

Autor: Samuel Magalhães (@SamCervas)

css.php