7, novembro, 2013

Cervejas da Amazônia: opções e presentes para as festas de fim de ano

view (1)Amazon Beer conta com produtos diferenciados com receitas únicas, que são presentes perfeitos para surpreender e conquistar o paladar de qualquer amante da bebida fermentada mais consumida do Brasil. As cervejas também são ótimas opções para acompanhar a animação das festas de fim de ano e os diferentes pratos servidos.

O Natal e o fim do ano se aproximam. A época é ideal para presentear e homenagear simbolicamente amigos e familiares. No entanto, a escolha de um presente pode se tornar uma tarefa complicada, pois preparar uma lista, levando em conta todas as pessoas importantes e o que elas gostariam de ganhar não é um trabalho fácil. Sempre há uma alternativa e a Amazon Beer, eleita como a Cervejaria de 2013 pela revista Prazeres da Mesa, apresenta a solução para esse contratempo, pois une a paixão dos brasileiros à originalidade que a família procura.

Cervejas artesanais produzidas com elementos da Amazônia vão surpreender e conquistar o paladar de qualquer um que goste da bebida fermentada mais consumida no Brasil. Premiada com medalha de ouro no I Festival Brasileiro de Cerveja, a Forest Bacuri tem um toque único e especial. Com estilo fruit beer, é clara, leve e tem espuma de boa persistência. O aroma frutado é proveniente da maturação com bacuri, fruto amazônico. A Forest Bacuri harmoniza com palmito, queijos e peixes. O teor alcoólico é de 3,8%.

A IPA Cumaru tem sabor singular diante das outras cervejas amargas, pois leva sementes de cumaru na composição, conhecida como a baunilha da Amazônia. Extremamente lupulada e balanceada com maltes nobres, mas com o diferencial da fruta amazônica, a IPA Cumaru tem aroma cítrico e frutado, com tom alaranjado e espuma de excelente formação. Com 5,7% de teor alcoólico, a cerveja também tem o final seco como característica marcante. A Red Ale Priprioca tem alta drinkability em notas herbais e frutadas, com maltes e lúpulos em perfeito equilíbrio. Com 6% de teor alcoólico, a cerveja é ideal para paladares exigentes. Costelinha suína e linguiça harmonizam perfeitamente com a cerveja.

Contemplada com medalha de bronze no I Festival Brasileiro de Cerveja, a Stout Açaí é fiel ao estilo Dry Stout. Além do aroma e sabor de café, toffee, chocolate e malte torrado, a cerveja tem o diferencial do açaí na composição, o que a deixa ainda mais encorpada. A espuma é de boa formação e persistência e a coloração é escura. O teor alcoólico é de 7,2%. Harmonização com mandioca frita, língua defumada, feijoada e brownie de chocolate são ótimas sugestões.

Também coroada com a medalha de bronze no I Festival Brasileiro de Cerveja, a Witbier Taperebá tem origem belga e leva trigo em sua receita. Diferencia-se das cervejas de trigo alemãs por ser condimentada e cítrica. O taperebá, fruto amazônico também conhecido como cajá, proporciona à Witbier um aroma inconfundível. Tem 4,7% de teor alcoólico. A cerveja faz combinação perfeita com bolinho de camarão, lascas de bacalhau e peixes.

Para mais informações: www.amazonbeer.com.br.

Colunistas

Ver tudo
22 de fevereiro de 2020

Como cuidar da saúde no carnaval, evitar a ressaca e mais

Autor: Raquel Pessoa

28 de novembro de 2019

As “cervezas” dos “hermanos”: cenário e cervejas na Argentina

Autor: Samuel Magalhães (@SamCervas)

css.php