17, julho, 2012

Churrascaria adota novo nome

Posicionado em um dos maiores mercados turísticos do Nordeste e situado na Av. Beira-Mar, área nobre de Fortaleza (Ceará), o Boi Negro apresenta-se como a mais nova opção da cidade que une a qualidade de uma churrascaria Premium, com padrão internacional de atendimento, carnes com cortes especiais e com a privilegiada vista para o mar.
 
Com capacidade para 300 lugares confortáveis, divididos em dois salões climatizados, o restaurante apresenta uma novidade: o Espaço Kids. Um serviço gratuito e monitorado por profissionais onde as crianças poderão se divertir com segurança (incluindo Playstation 3 3 X-Box) enquanto seus pais saboreiam com tranqüilidade suas refeições. Dispõe também de rede Wi-Fi, estacionamento com manobrista, seguro, coberto e gratuito.
 
Seja para almoço ou jantar, a churrascaria oferece ao cliente um rodízio de carnes nobres, sushi, buffet completo e fino trato no atendimento ao servir suas carnes com cortes especiais. São 25 tipos de carne, mais de 50 itens de buffet (com acompanhamentos e entradas, incluindo farto banquete de saladas, frios, camarão alho e óleo, entre outros). Além de possuir uma das maiores adegas de Fortaleza, com cerca de 150 rótulos e mensalmente apresenta novidades em sua carta.
 
Entre as novidades, inclusos no rodízio, a casa apresenta um Buffet de Massa, onde você faz a sua própria receita com uma massa artesanal, a Costela do Sul, o Coelho Temperado e com exclusividade o Galeto ao Primocanto e a Picanha de Pato, feitos na brasa. Nos finais de semana o Boi Negro oferece também Ostras Frescas e Lagosta.
 
Serviço:
Boi Negro
Endereço: Av. Beira Mar, 2500. Meireles;
Horário de funcionamento: 11:45 à meia noite (ou até o último cliente), todos os dias;
Fone: (85) 3242.6780/3242.5053
Twitter: @boinegrogrill
Facebook: /BoiNegroGrill

 

Colunistas

Ver tudo
22 de fevereiro de 2020

Como cuidar da saúde no carnaval, evitar a ressaca e mais

Autor: Raquel Pessoa

28 de novembro de 2019

As “cervezas” dos “hermanos”: cenário e cervejas na Argentina

Autor: Samuel Magalhães (@SamCervas)

css.php