8, julho, 2012

Concha y Toro apresenta novo rótulo

 Marques de Casa Concha Pinot Noir safra 2010Chegou ao Brasil o vinho Marques de Casa Concha Pinot Noir safra 2010, do Vale do Limarí. A nova variedade é o primeiro Pinot Noir a ingressar no portfólio da Concha y Toro elaborado com uvas provenientes do vinhedo de San Julián, localizado a 30km do Oceano Pacífico, na margem sul do rio Limarí.

Com produção limitada, o vinho Marques de Casa Concha Pinot Noir é envelhecido por 14 meses em barricas de carvalho francês e é a sexta cepa da tradicional marca, além de Chardonnay, Cabernet Sauvignon, Merlot, Carménère e Syrah.

Para Marcelo Papa, enólogo responsável pela linha e com mais de 15 anos de experiência no Vale do Limarí, foi um grande desafio para a Concha y Toro promover esta origem e a nova variedade do vinho. “Primeiramente, descobrimos o potencial do Vale do Limarí com a cepa Chardonnay e após sete anos de trabalho e estudo, a vinícola decidiu incorporar a Pinot Noir”, comenta o enólogo.

Marques de Casa Concha possui notas de cerejas, framboesas e amoras pretas e vermelhas. Com boa estrutura e elegância é um vinho amplo, suave e marcado por sua mineralidade, característica do Vale do Limarí. O clima é semi-árido, com solo argiloso, pobre em matéria orgânica, elementos calcários e boa permeabilidade.

No Brasil estarão disponíveis apenas 50 caixas do Marques de Casa Concha Pinot Noir. A venda será feita exclusivamente por clientes parceiros de lojas especializadas e restaurantes selecionados.

Sobre a VCT Brasil
Em 2012, a Concha y Toro foi eleita, pela segunda vez consecutiva, a marca de vinho mais admirada do mundo por um estudo realizado pela reconhecida publicação inglesa Drinks International. Também no mesmo ano, um de seus rótulos, o Marques de Casa Concha Carménère, foi eleito o melhor Carmenere do Chile pela Wine & Spirits, uma das publicações especializadas mais importante do mundo.

A vinícola chilena é uma das maiores produtoras e exportadoras mundiais de vinho. Seus rótulos são comercializados para mais de 135 países e está entre as 10 maiores companhias de vinho do mundo, ocupando mais de 9 mil hectares com seus vinhedos. Já a Trivento Bodegas y Viñedos é resultado da expansão do Grupo Concha y Toro para a Argentina, em 1996, e ocupa a segunda posição no ranking de exportações de vinho argentino.

Colunistas

Ver tudo
31 de agosto de 2019

Fim de férias no delicioso Hotel Parque das Fontes de Beberibe

Autor: Patrícia Ferreira (Gourmet Fortaleza)

css.php