29, julho, 2015

Dinneer é novidade gastronômica: plataforma oferece jantares compartilhados

Dinneer oferece jantares compartilhandos visando ser um "Airbnb gastronômico"
Dinneer oferece jantares compartilhandos visando ser um “Airbnb gastronômico”

Com a ideia de “ser o Airbnb dos jantares, e também o maior restaurante do mundo sem ter nenhum restaurante” é que Flavio Estevam lançou uma nova e diferenciada aposta no mundo da gastronomia, o site Dinneer.com, lançado em junho.

A plataforma virtual funciona como uma rede que conecta pessoas de todas as partes do mundo, divididas basicamente em dois grupos: os que amam novas experiências gastronômicas e os anfitriões, estes últimos que oferecem jantares exclusivos em suas casas espalhadas pelo país.

Segundo o time do Dinneer, o site “já nasce na esteira do alto gasto dos brasileiros com refeições fora de casa”. Segundo dados citados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o brasileiro gasta 25% de sua renda com alimentação fora do lar.

“O Dinneer é para um restaurante o que o Airbnb é para um hotel. Nosso objetivo é unir de um lado os anfitriões, que são pessoas apaixonadas por gastronomia e que adoram cozinhar e receber as pessoas em casa; e visitantes, que são pessoas apaixonadas por experiências gastronômicas e que trocam facilmente um jantar tradicional em um restaurante por uma refeição na casa de um anfitrião”, ressalta Estevam.

A ideia surgiu das observações particulares do fundador Flavio Estevam na internet. O criador cita as redes sociais como o Facebook e o Instagram, que diariamente são utilizadas para a divulgação de fotos de diferentes tipos de alimentos e refeições, e que em meio aos comentários Flavio notava, costumeiramente, pedidos de receitas e convites. Estevam também se inspirou, claro, no site estrangeiro Airbnb. “O diferencial é que o Dinneer vai além de um simples jantar, oferece experiências. O site vai ser uma referência em economia compartilhada onde pessoas comuns podem ganhar dinheiro dividindo sua comida”, diz ele. A ideia é extremamente curiosa e interessante: resta saber se o Dinneer vai “virar moda” entre os amantes da gastronomia assim como o Airbnb se consolidou com os turistas e viajantes.

Colunistas

Ver tudo
22 de fevereiro de 2020

Como cuidar da saúde no carnaval, evitar a ressaca e mais

Autor: Raquel Pessoa

28 de novembro de 2019

As “cervezas” dos “hermanos”: cenário e cervejas na Argentina

Autor: Samuel Magalhães (@SamCervas)

css.php