6, setembro, 2013

Festival gastronômico em Fortaleza destacou a tilápia e o camarão

IMG_0802O Festival da Tilápia e Camarão movimentou os corredores da Pecnordeste 2013, que encerrou ontem, dia 05. Chefes preparando receitas ao vivo, degustação de bebidas e comidas, música ao vivo, oficinas gastronômicas e dicas de harmonizações de vinhos e cachaças marcaram a edição do festival gastronômico em Fortaleza que teve como objetivo principal a promoção da tilápia e do camarão.

O festival foi realizado pela Associação Cearense de Aquicultores – ACEAQ e a Associação Cearense dos Criadores de Camarão – ACCC. O engenheiro de pesca das duas associações, Antonio Albuquerque, destacou a importância do intercâmbio com os chefes e a apresentação ao público de novas possibilidades na gastronomia com principais ingredientes do evento. ”A gente precisa tanto revalorizar e sempre manter o que já foi conquistado pelo camarão na gastronomia, um item conhecido mundialmente pela sua qualidade e sabor, como também valorizar a tilápia, trabalhar a sua alta qualidade com os chefes e com o público. A tilápia tem uma carne branca, neutra, que aceita vários sabores e vai bem com tudo, ela chega a ser mais cara que o salmão em alguns países do mundo, como no Chile e nos Estados Unidos”, afirma o engenheiro de pesca.

Segundo Antonio, desde 2011 as associações começaram a trabalhar em parceria com principais chefes que utilizam peixe e frutos do mar em Fortaleza, para valorizar o filé da tilápia e propor novas receitas que despertem a curiosidade do público e o paladar. “A tilápia por ser um produto de cultivo tem todas as condições de ter um abastecimento constante, de ter a segurança alimentar, com controle de qualidade na sua criação, e chegar ao chef com alta qualidade. O camarão de cultivo também mantém a qualidade na produção, a preocupação na sustentabilidade, a segurança ambiental e social. É um conceito complexo para chegar à mesa do consumidor final trazendo todas essas seguranças, sem esquecer do sabor”.

A tilápia ideal para ser consumida é aquela criada em cativeiro e alimentada com ração. O manejo correto do peixe até chegar à mesa do consumidor faz a diferença. Desta forma, o peixe fica com uma carne saborosa, clara, consistente, com boa absorção de temperos e capaz de concorrer em pé de igualdade com outros pescados. Os produtores cearenses ressaltam que apesar desse ser um peixe valorizado como nobre em outros países, isso ainda falta acontecer no Brasil.

O chef Rafael Sessenta foi convidado pela ACEAQ e ACCC para participar do festival e apresentar ao vivo suas criações. Rafael ressaltou que o peixe e os frutos do mar deveriam ser mais consumidos aqui no Ceará e que existem muitas possibilidades para aproveitar a qualidade dos ingredientes. “Como meus pratos são todos autorais, criei receitas novas tanto de tilápia como de camarão. Principalmente para desenvolver a cultura da tilápia e desmitificar o modo que ela ficou taxada, como peixe de segunda, mas é um peixe excelente. Montei pratos com base na culinária regional com toques do oriente”. Rafael criou em parceria com a chef Marana Figlioulo, um cardápio exclusivo, com destaque para o Camarão ao pomodoro de penne, Tilápia maturada ao forno com musseline, Tilápia e Camarão a baiana com farofa de dendê e arroz branco e Tilápia grelhada ao azeite aromatizado com farofa de banana.

Com diversas possibilidades de preparo, a tilápia vem conquistando espaço na mesa dos brasileiros. Vale ressaltar que esse é um pescado rico em proteínas, com menos de 5% de gordura e baixa quantidade de calorias, altos níveis de minerais como potássio, fósforo e selênio e niacina em níveis saudáveis. A tilápia também é rica em vitaminas B3 e B12. Ou seja, uma ótima opção para quem busca uma alimentação balanceada e mais saudável.

O Portal Sabores esteve no evento e fez a cobertura completa. Confira no link as fotos exclusivas:

http://www.portalsabores.com.br/galeria_coberturas/festival-da-tilapia-e-camarao/

 

Colunistas

Ver tudo
22 de fevereiro de 2020

Como cuidar da saúde no carnaval, evitar a ressaca e mais

Autor: Raquel Pessoa

28 de novembro de 2019

As “cervezas” dos “hermanos”: cenário e cervejas na Argentina

Autor: Samuel Magalhães (@SamCervas)

css.php