13, dezembro, 2018

Grupo Geppos completou 29 anos de atividades em Fortaleza

Geppos
Geppos Jardins Open Mall (Foto: Ricardo Damito)

Tradicional no segmento gastronômico de Fortaleza, e agora em expansão para Teresina, o Grupo Geppos comemora, neste ano de 2018, 29 anos de atividades. O grupo é responsável pela fundação dos restaurantes Geppos, Misaki e Cabaña del Primo e conta atualmente com cerca de 230 colaboradores atuando em diferentes setores. “A atitude chave do Grupo Geppos é encantar o seu cliente, o que começa pela valorização e encantamento de sua equipe, o seu cliente interno, para que isso possa chegar até o consumidor final com serviços e produtos de qualidade”, conta Crica Bezerra, presidente do grupo.

Em Fortaleza, são cinco unidades instaladas de cada restaurante: duas unidades do Geppos (na Beira Mar e no Jardins Open Mall), ambas com o novo conceito italiano contemporâneo; duas unidades do Cabaña del Primo (no Jardins Open Mall e no shopping RioMar), especializado em cortes de carnes e na técnica da parrilla; e uma do Misaki, espaço japonês contemporâneo. Além deles, há a loja de vinhos anexada ao Cabaçna del Primo Jardins, a Grand Cru Fortaleza. Em Teresina, são duas unidades, com Cabaña del Primo e Misaki.

Geppos
Carbonara do Geppos Jardins Open Mall (Divulgação)

Os investimentos no setor de gastronomia começaram em 1989, quando o grupo abriu a primeira pizzaria de forno à lenha da capital cearense, que hoje se transformou no Geppos italiano contemporâneo. A partir desse pontapé inicial, a assinatura da casa se consolidou e o Geppos tornou-se especialista em massas artesanais. Posteriormente, o grupo abriu o Cabaña del Primo, que oferece a autêntica parrilla argentina, no mesmo estilo das encontradas em grandes cidades do mundo. Já o restaurante oriental contemporâneo Misaki veio por último, oferecendo um criativo menu que vai muito além do sushi.

Colunistas

Ver tudo
22 de fevereiro de 2020

Como cuidar da saúde no carnaval, evitar a ressaca e mais

Autor: Raquel Pessoa

28 de novembro de 2019

As “cervezas” dos “hermanos”: cenário e cervejas na Argentina

Autor: Samuel Magalhães (@SamCervas)

css.php