22, março, 2013

Jantar a dois no Café Pagliuca

A luz suave, as mesas pequenas e a decoração intimista do Café Pagliuca tornam o ambiente ideal para um jantar a dois. A boa música completa o cenário e o cardápio da casa oferece várias opções para quem deseja uma boa refeição. 

Na entrada, a dica é pedir os Brochets (espetos especiais grelhados com legumes) de frango, peixe, filé ou camarão. Bolinho de macaxeira com carne de sol, couve-flor empanada e bolinho de bacalhau também estão entre os petiscos. Outra dica é pedir os carpaccios, pastéis e crepes do cardápio.

Para quem quer fazer uma refeição completa, não faltam opções. A salada mediterrânea vem com tomate, azeitona preta e ovo cozido puxados no azeite com cebola marinada, batata e cenoura com molho de pimentão vermelho assado. Entre as massas, o comensal pode escolher opções de talharim, gnocci, penne e spaguetti. Os risotos são feitos com arroz arbóreo italiano e podem ser servidos com polvo, camarão, lula, ostra e outros complementos. No prato principal, também vale pedir o Frango Fernando Pessoa, com filé de peito de frango grelhado no azeite com tomate fresco, batata, azeitonas, pimentões, ovo cozido, cebola e azeite de oliva. 

Para a sobremesa, a dica é o Strudel, uma torta alemã de maçã, uva passa, açúcar e canela, acompanhada de uma bola de sorvete de creme. Vale experimentar também o crepe de sorvete com chocolate, que vem com massa de crepe recheada com sorvete de creme e calda de chocolate feita na hora. Para beber, whisky, conhaques, licores, cervejas, coquetéis, vinhos, destilados, cafés e sucos. Aos sábados, a casa oferece uma feijoada especial acompanhada de caipirinha.

 

Veja a galeria:
 

 

Serviço
Café Pagliuca
Rua Barbosa de Freitas, 1035, Aldeota
Funciona das 17h30 a 1h. Aos sábados, abre meio-dia. Fecha domingo e segunda.
Telefone: (85) 3224.1903

 

Colunistas

Ver tudo
22 de fevereiro de 2020

Como cuidar da saúde no carnaval, evitar a ressaca e mais

Autor: Raquel Pessoa

28 de novembro de 2019

As “cervezas” dos “hermanos”: cenário e cervejas na Argentina

Autor: Samuel Magalhães (@SamCervas)

css.php