6, agosto, 2014

Nutrientes para Memória

Curcumina
Curcumina

A expectativa de vida ao nascer no Brasil passou para 74,6 anos, é notório que as pessoas estão vivendo muito mais tempo, no entanto elas não estão livres das doenças, que ainda representam o lado escuro do envelhecimento e da longevidade. A doença de Alzheimer é a quinta causa de morte pelos americanos com idades em torno de 65 anos. Alguns estudos estimam que em 2050, 14 milhões de pessoas podem apresentar a doença de Alzheimer. Mas a alimentação pode ser um forte aliado contra esta doença. Uma série de efeitos neuroprotetores foram verificados em alguns nutrientes específicos e hoje vamos trazer para nossos leitores uma série de informações sobre os nutrientes protetores para o cérebro.

• Curcumina, que é o pigmento responsável pela cor amarela do carry, utilizado em preparações culinárias tradicionais indianas desde tempos imemoriais, ela é extraída a partir do rizoma da Curcuma longa. Seu principal benefício vem dos polifenois, substância que tem o potencial para inibir a peroxidação lipídica sendo muito eficaz para interceptar e neutralizar as espécies reativas de oxigênio, conhecida como ERO`S. Também tem ação anti-inflamatórias, anticancerígena e atua na fase I e fase II da detoxificação.

Os estudos sugerem que a curcumina é responsável significativamente pela baixa incidência da doença de Alzheimer na Índia em comparação com os Estados Unidos.

Outros agentes fenólicos de origem vegetal com estruturas químicas semelhantes à curcumina também podem agir na proteção dos neurônios, são eles:
• ácido ferúlico, O fitoquímico ácido ferúlico é encontrado em folhas e sementes de várias plantas, mas especialmente em cereais como o farelo do arroz marrom, trigo e aveia. É também presente no café, maçã, alcachofra, amendoim, laranja, abacaxi e tomate.

• Epigalocatequina-3-galato (EGCG), presente no chá verde. Os efeitos benéficos do chá verde sobre as doenças relacionadas com a idade têm sido associados ao seu conteúdo EGCG que possui propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias

Existem outros elementos nutricionais que em conjunto contribuem para a manutenção da integridade e função das células cerebrais, que podem sofrer perdas com o envelhecimento. São eles:
• DHA (ácidos graxos Docosahexaenóico) e EPA (ácidos graxos Eicosapentaenóico) presente principalmente em peixes, como atum, salmão e sardinha.
• UMP (uridina monofosfato): presente no tomate
• Colina: encontrada nas carnes em geral.
• Fosfolipideos presente nos ovos
• Ácido fólico, encontrado no brócoles e vegetais verdes.
• Vitamina B6 achada no espinafre
• Vitamina B12: carnes em geral
• Vitamina C: presente nas frutas cítricas
• Vitamina E: apreciada nas oleaginosas e em peixes, como atum, salmão e sardinha.
• Selênio: encontrado nas oleaginosas, como castanhas e amendoas.

Então se você quer turbinar seu cérebro não esqueça de incluir esses nutrientes no seu dia-a-dia.

Dra. Raquel Pessoa
Nutricionista Emagrecimento, Estética e Boa Forma
Especialista em Nutrição Clínica com ênfase em Suplementação Esportiva
Especialização em Obesidade e Cirurgia Bariátrica e Metabólica – CIN
Membro Associada a Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição – SBAN
Membro Associada a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica-SBCBM
http://clin.med.br

 

Colunistas

Ver tudo
31 de agosto de 2019

Fim de férias no delicioso Hotel Parque das Fontes de Beberibe

Autor: Patrícia Ferreira (Gourmet Fortaleza)

css.php