13, julho, 2012

O melhor bartender do mundo

 

Tim Philips do Bar Hemmesphere da Austrália recebeu na última quinta-feira (12) o título de melhor bartender do mundo pelo Diageo World Class, maior concurso de coquetelaria do mundo realizado pelo portfólio de luxo da companhia. Após uma semana de apresentações das novas tendências da mixologia, de eventos com tapete vermelho e oito desafios, Tim Philips destacou-se dentre os cerca de 40 outros finalistas e arrematou o mais prestigioso prêmio da indústria.

 

Tim Philips conquistou os juízes com suas assinaturas vencedoras na quarta edição do concurso, que pela primeira vez aconteceu no Brasil, Rio de Janeiro.

 

Repetindo a trajetória dos últimos três vencedores, Manabu Ohtake, Erik Lorincz e Aristotelis Papadopoulos, Tim  demonstrou estilo e técnicas excepcionais, evidenciando a arte de seu ofício e um talento excepcional. Prestigiando o bar Hemmesphere da Austrália, Tim Philips com sua brilhante visão criativa, sua paixão e sua presença altaneira atrás do bar personifica padrões elevados, virtuosismo e profissionalismo que o sucesso na indústria demanda.

 

No último ano, concorrentes, vindos dos melhores bares do mundo, competiram em disputas locais e regionais, todos desejando chegar na cobiçada Final Global do concurso Diageo Reserve WORLD CLASS. Foram selecionados apenas 40 dos mais 15.000 esperançosos que desejavam exibir suas criações na frente de alguns dos nomes mais reverenciados da indústria – Salvatore Calabrese, Dale de Groff, Peter Dorelli, Gary Regan, Daniel Estremadoyro, Hidetsugu Ueno, Simon Difford e Steve Olson.

 

Durante os quatro dias de competição, foram realizados oito desafios e avaliados técnica, apresentação, criatividade, sabor e equilíbrio e expressão do destilado. As provas trouxeram temas, como Retro Chic – em que os bartenders tiveram que produzir drinques com referência aos anos 60, Hollywood – o desafio era criar rituais e drinques inspirados nas estrelas do cinema, Cocktail Mastery – a prova exigiu um largo conhecimento das bebidas do portfólio de luxo da Diageo, Tropical Journey – aqui os participantes tiveram que criar drinques sofistados e exóticos, inspirados em países tropicais, Rio Street Market Challenge – em homenagem ao Brasil, a prova testava o conhecimento dos bartender sobre as frutas do País, Food Matching – o desafio era harmonizar pratos latinos-americanos com drinques, Cocktails Against the Clock – a habilidade e velocidade eram peças chaves nesse desafio. Foi necessário preparar de 3 a 6 drinques em um menor intervalo de tempo. Para fechar o desafio foi o clássico Signature Specials – essa prova exigia que os participantes criassem drinques com a sua assinatura, demonstrando todas as habilidades em 20 minutos.

 

O Bartender DIAGEO RESERVE WORLD CLASS de 2012, Tim Philips declarou: “Estou emocionado em receber o título de Bartender WORLD CLASS do Ano, no concurso Diageo Reserve, diante de todos os outros talentos excepcionais com que concorri, nesta semana. Em toda a minha carreira, cultivei uma grande paixão por coquetéis e pela possibilidade de criar uma experiência superior para o cliente. Senti-me inspirado, nesta semana, pelos altos padrões do Diageo Reserve WORLD CLASS e pela presença de talentos ilimitados que mal posso esperar pelo que me aguarda no ano que tenho à frente, viajando pelo mundo, conhecendo meus colegas de profissão e, com minhas criações, continuando a proporcionar experiências que remetem meus clientes a outro mundo

Colunistas

Ver tudo
28 de novembro de 2019

As “cervezas” dos “hermanos”: cenário e cervejas na Argentina

Autor: Samuel Magalhães (@SamCervas)

31 de agosto de 2019

Fim de férias no delicioso Hotel Parque das Fontes de Beberibe

Autor: Patrícia Ferreira (Gourmet Fortaleza)

css.php