27, outubro, 2014

Sabores da Europa: Hungria

Nossa colunista na Hungria
Nossa colunista na Hungria

Continuando o meu post sobre gastronomia, da série Sabores da Europa, hoje eu vou falar sobre um prato que gostei muito, o famoso Gulyás, para os húngaros, ou simplesmente goulash.

O autêntico goulash era preparado pelos antigos pastores húngaros com carne de vaca cozida, cebolas, gordura de porco, pimentão ou páprica, cominhos, sal e água, sem adição de farinha. É um prato típico originalmente húngaro, mas hoje também é popular na Áustria e, em geral, em toda a extensão do antigo império austro-húngaro. Um dos ingredientes indispensáveis neste prato que vale a pena chamarmos a atenção é a páprica, trazida pelos turcos, que logo foi encantando os paladares húngaros.

A páprica é uma especiaria muito famosa na Hungria, ela tem várias propriedades nutricionais importantes, além de ser um maravilhoso estimulante da circulação, seus carotenoides protegem o organismo contra os danos das EROs ou espécies reativas de oxigênio, que em excesso no nosso organismo podem ser prejudiciais, superando a capacidade antioxidante e conduzindo a um desequilíbrio do nosso corpo.

Sendo da família da pimenta, a páprica tem alta concentração de capsaicina, que reduz as dores e traz benefícios cardiovasculares e ainda ajuda a emagrecer. Então vamos usar a páprica!!!!

Curiosidade: saindo um pouquinho da culinária tradicional e falando de tendência gastronômica, uma frase inquestionável é a famosa máxima que “comemos com os olhos”… E pensando nisso, uma gelateria em Budapeste teve a ideia de servir sorvetes em forma de rosas, que são desenhadas pelas suas atendentes-artistas. Literalmente você vai saborear uma obra de arte feita especialmente para você, e é claro que pedi de frutas para não sair da dieta.

Para quem quiser experimentar o Goulash Hungaro segue a receita tradicional, com algumas sugestões de adaptações mais nutritivas:

Goulash Hungaro

Ingredientes
1,5 Kg de músculo
250 g de cebolas cortadas
5 dentes de alho picados
gordura suína (receita original) ou óleo de canola (opção da nutri) ,
1 colher (sopa) de páprica picante húngara,
1 colher (sopa) de páprica doce,
600 g de tomates, sem pele e sem sementes
600 ml de água aquecida
250 ml Vinho tinto seco
600 g de batatas cortadas em quatro
1 colherinha de açúcar (sugestão açúcar magro)
2 pimentões verde e vermelho picados
sal, cuminho, louro e pimenta do reino à gosto.

Modo de Preparar
Numa panela, refogue bem a carne até ficar bem douradas com o óleo ou gordura suína. Junte a cebola e o alho. Misture tudo muito bem, acrescente um pouco de pimenta do reino, a páprica, os tomates picados. Tempere com sal à gosto e uma pitada de açúcar (só para tirar a acidez). Deixe ferver tampado, em fogo baixo, por 10 minutos. Desligue o fogo e deixe descansar 15 minutos. Repita esta operação 3 vezes, acrescentando as batatas na 2 operação. Na última vez, acrescentar o pimentão picado e o vinho tinto. Sirva como uma sopa com algum tipo de pão da sua preferência, pão preto ou italiano.

Bom apetite!

Colunistas

Ver tudo
31 de agosto de 2019

Fim de férias no delicioso Hotel Parque das Fontes de Beberibe

Autor: Patrícia Ferreira (Gourmet Fortaleza)

css.php