1, agosto, 2013

Toca Fina Cozinha recebe chef espanhol Javier Guillen para criação de nova linha de chocolates

Depois de viajar o mundo ensinando técnicas de manejo de chocolates finos a chefs de Tóquio a Nova York, o espanhol Javier Guillén, fixou residência no Brasil 

Javier e Toca Sampaio
Javier e Toca Sampaio

Vem novidade por aí na Toca Fina Cozinha. Esta semana, Toca Sampaio está recebendo o chef espanhol Javier Guillen em sua cozinha. Javier Guillen é considerado um dos maiores chocolatiers do mundo e promete trazer várias novidades para o Ceará.

Depois de viajar o mundo ensinando técnicas de manejo de chocolates finos a chefs de Tóquio a Nova York, o espanhol Javier Guillén, fixou residência no Brasil recentemente, onde atualmente é chef chocolatier responsável da nova linha Gourmet de chocolate da Harald.

Javier Guillen foi capa de importantes revistas da Europa, entre elas, a Dulcypas e a Sogood Magazine.

Javier Guillen

Desde os 13 anos, o chef espanhol Javier Gullien sabia que iria ser confeiteiro. Paixão e formação que começaram desde cedo, quando fez curso em uma confeitaria no interior da Espanha. Daí até tornar-se um chef patissier de sucesso foi questão de foco, prática e uma mente em ebulição que não para de criar novas receitas e harmonizações.  Ele passou pela Escuela Superior de Pastelaría y Panadería de Madrid e em seguida, trabalhou em cozinhas de renomados restaurantes como o La Terraza Del Casino de Madrid, com duas estrelas Michelin.

Em sua temporada por Nova Iorque foi chef confeiteiro do David Bouley, com três estrelas Michelin. Também trabalhou com nomes importantes Pierre Hermé, considerado o melhor chef pâtisserie do mundo, e o icônico Ferran Adrià. Além dessas experiências valiosas, Javier Guillen viajou por países como México, EUA, Singapura e Japão junto com Oriol Balaguer fazendo demonstrações de confeitaria. Consultorias grandes marcas de chocolate do mundo também compõem o currículo do chef.

Atualmente, Javier assume a consultoria da linha Melken Unique da Harald e afirma que a “criatividade é um músculo que tem que estimulado”. Para a marca, o chef chegou a criar 50 receitas em apenas 11 dias. O segredo, estimular sempre a criação e saber harmonizar sabores, ingredientes e texturas de forma singular. Para a Harald, o chef elaborou receitas que exploram ingredientes brasileiros como azeite de dendê, coentro e caju, por exemplo. Para satisfação profissional, ele fala entusiasmado da coleção vermelha, onde criou várias receitas com framboesa e que traduzissem bem essa cor tão intensa. “Tem que ser tão bonito quanto bom”, afirma o chef.

Colunistas

Ver tudo
28 de novembro de 2019

As “cervezas” dos “hermanos”: cenário e cervejas na Argentina

Autor: Samuel Magalhães (@SamCervas)

31 de agosto de 2019

Fim de férias no delicioso Hotel Parque das Fontes de Beberibe

Autor: Patrícia Ferreira (Gourmet Fortaleza)

css.php