11, junho, 2015

Tomate: atomatados em lata são alternativa para driblar inflação

Com o preço do tomate em alta, o atomatados enlatados passam a ser mais procurados – saiba mais

Atomatado é opção para driblar o aumento geral dos preços no ramo de gêneros alimentícios (Divulgação)Segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) o tomate teve alta de 48,6% no acumulado desde o início do ano. Para não dispensar este alimento na mesa e economizar em face à inflação crescente dos gêneros alimentícios, uma opção são os tomates enlatados, sejam pelado, extrato ou molho. Uma lata de atomatado de 340g, por exemplo, tem cerca de dez tomates e custa em média de R$1,89 a R$3,19 (dados da Associação Brasileira de Embalagem de Aço, a Abeaço).

Além de custar menos, o atomatado também é uma alternativa segura e nutritiva. “Os tomates enlatados dispensam o uso de conservantes químicos e suas propriedades nutricionais são, na maioria das vezes, melhores se comparados a produtos in natura. As embalagens de aço para atomatados proporcionam muito mais saúde aos consumidores já que preservam as propriedades antioxidantes do tomate”, diz, Thais Fagury, engenheira de alimentos e gerente executiva da Abeaço.

Como a lata protege o alimento da ação da luz, a vitamina C do tomate é preservada. Os benefícios do fruto são variados, como o fato do tomate ser fonte de licopeno, poderoso antioxidante que combate os radicais livres, retarda o envelhecimento e pode proteger contra o câncer. Estudos comprovam que o nosso organismo absorve melhor o licopeno quando exposto ao cozimento, ou seja, o calor aumenta a biodisponibilidade da substância, tornando-a mais presente do que nos tomates frescos.

Tomate: cada vez mais uma iguaria cara Também, na lata de aço, há a capacidade de ter uma vida de prateleira maior para consumo. “Essa é uma das principais vantagens do alimento enlatado”, conta Thais. “A embalagem de aço é hermética, não permite a passagem de oxigênio, não rasga, possui um película protetora elástica e moldável, o que significa que mesmo quando amassadas, as latas continuam aptas para o consumo. A lata de aço possibilita uma vida de prateleira maior e melhor ao produto, preservando 100% das características naturais do alimento”, complementa.

Entendendo a alta do tomate

O preço do tomate cresce principalmente devido à seca que assola boa parte do território brasileiro. Com a falta de água, sobe também o preço da energia elétrica. Com a alta dos insumos por unidade produzida (neste caso, de tomate), os fornecedores do fruto repassam a alta, embutindo-a no preço, para o consumidor. O resultado é o aumento de quase 50% desde o início de 2015.

Colunistas

Ver tudo
16 de maio de 2019

Dragão Fashion Brasil ocorre em Fortaleza

Autor: Raquel Pessoa

css.php