15, dezembro, 2015

Viagem pelo japonês contemporâneo: Ryori Sushi Lounge

Mini burger de salmão
Mini burger de salmão: delícias à base de shitake com salmão, cream cheese e crocante de tempurá (Foto: Débora Chaves)

A culinária japonesa se reinventa no Brasil, e especificamente em Fortaleza. Se os pratos japoneses são famosos por manter a forma e o passo a passo rígido, por aqui, a “conversa é meio diferente”… Nosso sushi leva, por muitas vezes, cream cheese, ingredientes regionais, entra a geleia de pimenta, queijos exóticos como o brie, e assim são criados muitos sushis e temakis especiais. É no âmbito dessa gastronomia criativa e inventiva que o japonês contemporâneo “toma conta da cidade”, sendo representado por algumas casas de peso na capital cearense, e indo muito além do próprio sushi. Para falar das delícias desse ramo, começaremos a nossa série de viagem pelo japonês contemporâneo com uma visita ao Ryori Sushi Lounge.

Ralfo Ifanger
Ralfo Ifanger, chefe executivo das casas do grupo Social Clube (Foto: Débora Chaves)

Sob o comando do chef executivo Ralfo Ifanger, o Ryori traz pratos exóticos, com um toque autoral interessante, abrangendo aromas e sabores variados. “Seguimos a linha do oriental contemporâneo, o que nos dá muita liberdade para criar”, comenta Ralfo.

Sobre a concepção do cardápio e escolha dos valores que o comporiam, ele comenta: “O primeiro cardápio do Ryori, quando eu fiz, eu viajei muito mais e tentei trazer coisa bem diferente, coisas asiáticas, coreanas, japonesas, tailandesas… Mas a gente esbarrou no nosso cliente que tem um gosto, o cliente de Fortaleza, o cliente de cada lugar, ele tem as suas preferências… E aí, analisando este primeiro cardápio, eu já pensei num segundo diferente e bem básico. Acho que quem é de Fortaleza gosta de valores como crocância, uma boa fritura, cremes… Tentei fazer um cardápio fácil, com pratos de saída bem rápida, até porque o sushi já sai muito rápido”.

Taco oriental
Taco oriental: união do “mexicano” e “japonês” com atum, robalo e salmão (Foto: Débora Chaves)

À mesa, Ifanger nos apresentou uma degustação com algumas das mais recentes criações da casa, que entraram no cardápio em novembro. A primeira delícia experimentada foi o mini burger de salmão, feito com cream cheese temperado (este é unido a um caldo de peixe especial que atribui leve toque de “defumado” ao petisco), crocante de tempurá com pimenta sriracha e base de shitake. O prato é saboroso, pouco doce, com salmão mal passado e aroma muito atrativo. A harmonia em sabor e cheiro é muito interessante, indicando um prato bem balanceado e concebido. Quem aprecia sushis e salmão certamente vai apreciar esta entrada. Talvez firmar o burger com algum ingrediente de mais textura também gerasse resultados interessantes, já que salmão mal passado, shitake e cream cheese têm textura leve e menos consistente. Deste modo, evitaria-se que o prato possa ser encarado como “mole” por algum comensal a partir de expectativas de um mini burger convencional.

Na sequência, Ralfo nos apresentou os tacos orientais: são três tacos feitos com massa mexicana, cream cheese temperado, alface americana cortada em chiffonade, e cada um leva um peixe. Atum, robalo e salmão são as escolhas. Para finalizar, um leve toque de pimenta biquinho com pimenta sriracha, tarê e gergelim. Quem aprecia um bom pescado cru vai adorar estas delícias de tacos. É interessante notar a mistura de valores mexicanos a japoneses do prato e como esta é bem operada. Bem temperado, com contraste balanceado entre doce e salgado, o cream cheese, o peixe e a pimenta criam um resultado muito bom em termos de aroma. Vale dizer também que a entrada é bastante farta.

salmão grelhado
Salmão grelhado com purê de mandioquinha, tarê e nirá (Foto: Débora Chaves)

Como pratos principais, experimentamos o salmão grelhado com chia, purê de mandioquinha e nirá e o katsu de frango, com somem, brócolis, tomate-cereja ao gengibre e limão siciliano. Na nossa opinião, o ponto alto da refeição foi experimentar essas duas delícias, execuções impecáveis da casa. O salmão é apresentado suculento, com purê de mandioquinha levemente amargo e tarê doce: a mistura destes três elementos (salmão, purê e mandioquinha) é espetacular ao paladar. Já o katsu é acompanhado de uma excelente massa de bifum (também chamado “macarrão cabelo de anjo”), com shoyo e tomates-cereja levemente adocicados. Tudo muito bom… Se só esse acompanhamento bem executado já valeria o nosso reconhecimento, ainda há o próprio katsu, que é crocante e tem um detalhe muito bacana: as raspas de limão siciliano dando um toque pertinente de frescor. Delícia!

Katsu de frango
Katsu de frango (Foto: Débora Chaves)

Encerrando a refeição, encaramos o brownie oriental: uma autêntica massa de brownie com pipoca caramelizada e uma bola de sorvete de creme. Nota 10!

Além dessas surpresas e novidades, o cliente também pode experimentar o Ryori Experience, que vem com 30 unidades de sushis especiais do chef, feitos na hora. Entre os ingredientes, figura até a sofisticada vieira, um insumo de alto valor para os fãs de frutos do mar.

A casa apresenta um cardápio variado, que trabalha muito bem o que é tradicional na cozinha japonesa e expande a criatividade muito além do metodismo milenar nipônico. Até onde essa onda do japonês contemporâneo vai nos levar? Você acompanha no próximo post da série, em janeiro… Enquanto isso, podem dar uma passada e conferir as delícias do sushi lounge.

Brownie Oriental
Brownie Oriental: brownie com pipoca caramelizada e bola de sorvete de creme (Foto: Débora Chaves)

Serviço
Restaurante Ryori Sushi Lounge
Av. Dom Luís, 1113. Shopping Buganvília – Meireles.
Telefone: (85) 3224.9997
Terça à Sábado – Almoço: 12:00 às 15 horas e Jantar a partir das 18h:00
Segunda à Sábado – Jantar: 18:00 às 00:00.
No domingo, a partir das 18 horas até meia noite.

Vinícius Mateus
Repórter

Colunistas

Ver tudo
22 de fevereiro de 2020

Como cuidar da saúde no carnaval, evitar a ressaca e mais

Autor: Raquel Pessoa

28 de novembro de 2019

As “cervezas” dos “hermanos”: cenário e cervejas na Argentina

Autor: Samuel Magalhães (@SamCervas)

css.php