24, setembro, 2012

Vinho brasileiro conquista cearenses

 

Mais de 20 vinícolas apresentaram lançamentos e rótulos conhecidos apenas de quem já visitou a rota do vinho no Rio Grande do Sul ou costuma comprar pela internet. Realizado pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), em parceria com a Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), o Circuito Brasileiro de Degustação foi uma oportunidade para que profissionais e os consumidores conferissem as novidades do mercado de vinhos.
 
Antonio Dias, Aurora, Campestre, Casa Valduga, Casa Venturini, Cave Marson, Dal Pizzol, Dom Cândido, Domno do Brasil, Don Giovanni, Don Laurindo, Dunamis, Lidio Carraro, Luiz Argenta, Miolo Wine Group, Perini, Pizzato, Salton e Viapiana foram algumas das vinícolas participantes.
 
Destaque para os novos Sauvignon Blanc e Gewurztraminer da vinícola Luiz Argenta que apresenta mais um exemplar de sua marca com design diferenciado. A Casa Valduga trouxe o Raízes Sauvignon Blanc já da safra de 2012. A Casa Perini mostrou o Éden, um fortificado saboroso e ideal para harmonização com sobremesas e doces em geral. A linha Fração Única, lançada na última Expovinis em São Paulo, também estava disponível para degustação.
 
Entre os novos negócios, Jane Pizzato, diretora comercial da Vinha e Vinhos Pizzato, celebrou parcerias com a distribuidora Opção e Empório Delitália. A Salton, representada pelo sommelier Vinicius Santiago, é uma das marcas mais vendidas em Fortaleza. André Linheiro, distribuidor exclusivo na cidade, destacou que os clientes de restaurantes estão mais receptivos aos vinhos finos brasileiros, indo além dos já queridos espumantes. 
 
Airton Correa, proprietário da Confeitaria Sublime, que também oferece vinhos e espumantes em sua carta de bebidas, parabenizou a iniciativa de trazer diversas vinícolas brasileiras para apresentar seus produtos. No entanto, o empresário questiona o fato de ainda ser mais caro comprar bons vinhos brasileiros em comparação aos rótulos que chegam dos vizinhos Chile e Argentina.
 
O presidente da Associação Brasileira de Sommeliers no Ceará (ABS-CE), Paulo Marcelo Acioly, ressalta que o evento promoveu uma rica degustação que só seria possível com uma viagem ao Rio Grande do Sul. “Pela distância, não temos acesso a muito do que foi apresentado aqui. É uma oportunidade de aproximar o produtor do consumidor. Nós temos um potencial inexplorado. O cearense está mais aberto. A gente chega nos restaurantes e já podemos ver que muitas pessoas têm bebido mais espumante, por exemplo, que é algo que nós temos de muito bom”, destaca ele, que participou também da degustação Deliciosas Exceções. 
 
Conduzida pelo jornalista Irineu Gauarnier, uma seleção de vinhos elaborados a partir de uvas exóticas ou pouco conhecidas  surpreenderam pela qualidade, especialmente o Viapiana VIA1986 Marselan 2009.
 
Para a jornalista Hellen Marçal, o Circuito foi uma oportunidade para conhecer melhor os vinhos brasileiros. “Gostei muito do evento pois, como apreciadora, tive oportunidade de conhecer vários rótulos e aprender um pouco mais sobre o mundo dos vinhos”, comenta.
 
O evento
O Circuito de Degustação começou no primeiro semestre, em maio, por Curitiba, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Quase duas mil pessoas passaram pelas três capitais este ano. Na segunda etapa, começou por Porto Alegre (13 de setembro), passou por São Paulo (17 de setembro), Recife (19 de setembro) e terminou em Fortaleza (20 de setembro). A ideia da organização é que no próximo ano o evento passe pelas 12 cidades –sede da Copa do mundo de 2014. O bom é que Fortaleza estará na rota novamente.
 

Colunistas

Ver tudo
22 de fevereiro de 2020

Como cuidar da saúde no carnaval, evitar a ressaca e mais

Autor: Raquel Pessoa

28 de novembro de 2019

As “cervezas” dos “hermanos”: cenário e cervejas na Argentina

Autor: Samuel Magalhães (@SamCervas)

css.php