19, agosto, 2015

X Festival da Lagosta de Icapuí vem aí

Belezas de Icapuí (Foto: Férias pelo Brasil)
Belezas de Icapuí (Foto: Férias pelo Brasil)

Para quem ama frutos do mar, e em especial a sofisticada lagosta, o fim do mês trará uma excelente atração gastronômica. De 27 a 30 de agosto, nas praias de Icapuí, no litoral leste do estado, ocorre o tradicional Festival da Lagosta. Nesse ano, com o tema “Icapuí de Todos os Sentidos”, o evento dá enfoque ao visual colorido de suas falésias, aos cheiros e sabores de sua culinária, à boa música popular brasileira, à mostra de artesanato e ao contato acolhedor da comunidade. Todos estes atrativos fazem de Icapuí e de seu festival uma parada certa para turistas cearenses, do Rio Grande do Norte e de todo o Brasil.

O primeiro dia, quinta-feira, 27, é dedicado a oficinas e palestras para os interessados em participar do festival. Nos dias 28 (sexta) e 29 (sábado), a programação passa a acontecer na Praia de Barreiras, onde estará o Salão Gastronômico, com estandes de restaurantes e pousadas de Icapuí, comercializando lagostas certificadas.

Festival da Lagosta é tradicional e anualmente agita as belas paisagens de Icapuí (Divulgação)
Festival da Lagosta é tradicional e anualmente agita as belas paisagens de Icapuí (Divulgação)

Shows culturais e Regata dos Pescadores

Como já é tradição, próximo ao ambiente do Salão Gastronômico, haverá uma estrutura de palco montada na areia da praia para grandes shows. Entre as atrações já confirmadas, estão, no dia 28 (sexta-feira), Chico Pessoa Elba Ramalho. Já no dia 29, quem se apresenta é o cantor Toni Garrido. Na manhã do domingo, dia 30, o festival segue para seu último dia nas areias da Praia da Redonda, com a tradicional Regata dos Pescadores, um bacana desafio de barcos. Os cearenses Ítalo e Renno e a banda local, Forró de Rico, encerram o Festival.

Os pontos turísticos, pousadas e restaurantes de Icapuí também vão incrementar seus serviços durante o dia com os itens relacionados ao festival, ou seja, a lagosta, artesanatos e serviços da Região. Ao todo, o litoral de Icapuí é composto por 15 praias com paisagem que traz belas dunas, falésias, grutas e largos manguezais.

A lagosta encontra-se ameaçada na orla marítima brasileira. Além do desrespeito ao defeso, pesca predatória também abarca captura de pequenos exemplares, como mostrada por esta foto de operação do IBAMA no Rio Grande do Norte (Divulgação/IBAMA)
A lagosta encontra-se ameaçada na orla marítima brasileira. Além do desrespeito ao defeso, pesca predatória também abarca captura de pequenos exemplares, como mostrada por esta foto de operação do IBAMA no Rio Grande do Norte (Divulgação/IBAMA)

Sustentabilidade

Nesta edição, o festival atenta à importância da pesca sustentável, elencando como prioridade a proposta da sustentabilidade. Serão comercializadas durante o evento apenas lagostas certificadas. O processo de certificação do crustáceo iniciou em 2011, quando o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) assinou um acordo com o Centro Desenvolvimento e Pesca Sustentável (CeDePesca). Segundo a organização do evento, o objetivo é atingir uma certificação internacional MSC para a pescaria de lagosta no Brasil, sendo iniciada no Estado do Ceará por representar o maior produtor.

No acordo, foi elaborado um Plano de Melhoria da Pescaria (PROME), que tem como um dos componentes a implantação de um programa de rastreabilidade, denominado Programa Verificação Pesca com Covos. Por consequência do projeto, foi constituída a Associação Pesca Sustentável em Icapuí, formada pelos pescadores que utilizam covos como artes de pesca e Pontos de Controle organizados em Redonda (Icapuí).

O Programa foi iniciado no dia 1º de junho de 2015, com 60 embarcações cadastradas de Icapuí e 15 de Fortim, estimando-se a entrada no mercado de uma produção de 70 a 100 toneladas de lagostas certificadas de junho a novembro deste ano.

O esforço faz parte de uma tentativa de coibir a pesca predatória e irracional da lagosta realizada pelos chamados “piratas”, como são conhecidos por pescadores locais, criminosos que se valem de técnicas proibidas pela legislação ambiental na caça da lagosta, como o mergulho com compressor e o uso da rede caçoeira. Além disso, desrespeitam o período do defeso, de suma importância para a renovação do estoque de lagostas. Atribui-se à ação da pesca irregular e ilegal da lagosta a redução da safra do marisco, que preocupa os pescadores locais regularizados e vai na contramão da crescente conscientização da comunidade pesqueira local.

Icapuí busca certificação ambiental e conscientização para a necessidade de se praticar uma pesca sustentável da lagosta (Foto: Governo do Estado do Ceará)
Icapuí busca certificação ambiental internacional, e com isso a conscientização para a necessidade de se praticar uma pesca sustentável da lagosta (Foto: Governo do Estado do Ceará)

Oficinas

Por meio do SEBRAE-CE, antigos e novos associados da GDTur vão participar de treinamentos na área de culinária, gerência de pequeno negócio, camareira e associativismo, uma maneira encontrada pelos gestores de reforçar ainda mais o atendimento por excelência ao público do evento.

O 10º Festival da Lagosta é uma realização da Associação Grupo de Desenvolvimento do Turismo de Icapuí – GDTur. Tem o patrocínio do SEBRAE-CE e do Governo do Estado do Ceará, por meio da Casa Civil e Banco do Nordeste do BrasilBNB. Conta também com o apoio cultural da COELCE e Secretaria de Cultura do Estado por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura. Produção da J A Lima Produções.

Belezas naturais fazem de Icapuí um belo "quadro a olho nu": falésias, coqueirais, dunas e belos tons quentes finalizam a paisagem paradisíaca (Divulgação)
Belezas naturais fazem de Icapuí um belo “quadro a olho nu”: falésias, coqueirais, dunas e atrativos tons variados marcam essa paisagem paradisíaca (Divulgação)

Saiba mais sobre Icapuí, a terra da lagosta

Situada no extremo leste do Ceará, Icapuí é conhecida como a terra da lagosta, sendo a região de maior produção do crustáceo no Estado. Por sua situação geográfica, diz-se que Icapuí é o lugar onde “o sol nasce mais cedo no Ceará”.

E cedo, ao nascer do sol, o mar fica pontilhado de velas brancas com pescadores que partem em busca da captura da lagosta, numa viagem que faz parte de seu cotidiano e na qual a sorte determinará o sucesso ou não da pesca. Próximo ao mar da bela Icapuí, se espalham os tons de vermelho, laranja e amarelo das falésias e dunas, como uma pintura que circunda as diversas praias, muitas delas virgens, dispostas ao longo de 65 km da costa de mar calmo.

Em terra, o turismo, explorado como fonte de emprego e renda para a população local, tem nos pequenos estabelecimentos, como pousadas e restaurantes distribuídos pelas diversas praias, os agentes que operam para oferecer a lagosta preparada em vários modos, para deleite dos visitantes. Não há grandes hotéis em Icapuí. Micro e pequenos empreendedores se reúnem em associação para promoção do turismo e divulgação das belezas naturais do município. A tônica é a defesa de um turismo sustentável, com estrito respeito ao meio ambiente, aos valores culturais locais e à pesca da lagosta pelos modos legais.

Serviço
X Festival da Lagosta – De 27 a 30 de agosto em Icapuí (CE)
Oficinas e Palestras: dia 27, na Pousada Oh! Linda – Praia de Redonda
Salão Gastronômico: Dias 28 e 29, a partir das 19h – Praia de Barreiras
Shows: Dias 28 e 29, a partir das 19h, próximo ao Salão Gastronômico
Regata dos Pescadores: Dia 30, a partir das 9h – Praia de Redonda
Acesso gratuito. Informações: (85) 3252 5401 / (85) 9. 8641 4401 / (85) 9. 96353880
Mais informações confira na página do evento.

Colunistas

Ver tudo
31 de agosto de 2019

Fim de férias no delicioso Hotel Parque das Fontes de Beberibe

Autor: Patrícia Ferreira (Gourmet Fortaleza)

css.php