16, abril, 2015

Ypióca sugere harmonização para o Comida di Buteco

Confira sugestões de harmonização da Ypióca e mais petiscos do Comida di Buteco deste ano

Ypióca dá sugestões de drinks para o Comida di Buteco 2015
Ypióca dá sugestões de drinks para o Comida di Buteco 2015

O Comida di Buteco 2015 traz à tona o tema da valorização dos ingredientes e temperos regionais. Este ano, com a temática principal sendo “frutas”, a Ypióca participa dando um “tempero especial” à experiência. Todas as criações de petiscos podem ser harmonizadas com doses de Ypióca Empalhada Ouro ou Ypióca 150, cachaças produzidas no Ceará e reconhecidas em todo o País.

“Ypióca Empalhada Ouro é um clássico cearense. No ano passado, o líquido foi considerado a 15ª melhor cachaça produzida no Brasil, organizado pela Cúpula da Cachaça – ranking que elege as melhores cachaças todos os anos –, no qual foram testados mais de 200 rótulos. Degustá-la pura e geladinha, acompanhando petiscos especiais vai ser delicioso”, afirma Alessandra Liberman, gerente de marketing da marca. Alessandra também  destaca o blend de Ypióca 150, composto por cachaças envelhecidas em bálsamo ou carvalho, como sugestão para escolha dos botequeiros na harmonização com os petiscos. “Ypióca 150 é a pedida certa para os pratos de sabores mais marcantes”, completa.

Sugestões

Em todos os bares, as cachaças Ypióca Empalhada Ouro e Ypióca 150 estarão disponíveis para a harmonização. “A escolha de uma ou de outra cachaça na harmonização vai valorizar um ou outro aspecto dos petiscos criados”, afirma Nelson Duarte, mestre cachaceiro de Ypióca. “Os petiscos que usam frutas mais cítricas como abacaxi, laranja e maracujá devem valorizar e ser valorizados pela Ypióca Empalhada Ouro, já aqueles de sabores mais intensos, como os que levam banana, banana passa, caju e manga tendem a combinar mais com Ypióca 150, cujo blended é mais marcante, assim como os sabores dessas frutas”, dá a dica.

Conheça mais petiscos do evento

Clássico Rei da Paz do Tronco do Gaúcho (Divulgação)
Clássico Rei da Paz do Tronco do Gaúcho (Divulgação)

TRONCO DO GAÚCHO
Petisco: Clássico Rei da Paz
Fruta: Abacaxi
(Linguiça de costela bovina defumada especial da casa, acompanhada de batata doce a dorê e abacaxi caramelizado)

Rua Alto Santo, 12 – José Bonifácio. (85) 3065-0390
Funcionamento para o concurso: Terça e Quarta – 17h às 23:30h / Quinta e sexta – 11h às 14:30h e 17h às 23:30h / Sábado – 11:30h às 23h / Domingo e feriado – 11:30h às 16h
(OBS: Somente no período do Comida di Buteco o bar abre aos domingos e feriados e tem horário corrido no sábado)

Boa comida, cerveja gelada e a tranquilidade da rua são algumas das características do conhecido Tronco do Gaúcho. De propriedade do ex-jogador de futebol Solimar Rossini, é comumente frequentados por atletas deste esporte e outros profissionais da área. A especialidade da casa é o churrasco, mas tem entre os pratos mais pedidos está a costela de banguela e os que são preparados a base de linguiça caseira. Pra acompanhar, caipirinha, uísque e cerveja são as bebidas preferidas dos frequentadores.

Asinha invertida com geleia de laranja do Tereza & Jorge (Divulgação)
Asinha invertida com geleia de laranja do Tereza & Jorge (Divulgação)

TERESA & JORGE
Petisco: Asinha invertida com geleia de laranja
Fruta: Laranja
(Tulipa de frango desossada, recheada com purê de macaxeira e bacon. Acompanha molho de alho e geléia de laranja)

Rua João Cordeiro, 540 – Praia de Iracema. (85) 9926-7207
Facebook: Teresa & Jorge
Funcionamento: Quinta e sexta -18h à 1h / Sábado – 15h à 00h / Domingo – 13h às 19h

Teresa & Jorge foi inaugurado em 2010, por duas amigas apaixonadas pelos bares cariocas. Há três anos a administração fica a cargo de Carla Vieira e Raquel Rebouças, que mantêm a identidade carioca do local nas atrações musicais e no cardápio. Desde 2013, o samba de mesa garante a animação da casa todas as sextas, sábados e domingos.

Carneiro Flórida do Flórida Bar (Divulgação)
Carneiro Flórida do Flórida Bar (Divulgação)

FLÓRIDA BAR
Petisco: Carneiro Flórida
Fruta: Abacaxi
(Carneiro assado com abacaxi)

Rua Dom Joaquim, 68 – Praia de Iracema. (85) 3219-2905
Funcionamento para o concurso: Domingo a domingo – 8h às 23h
(OBS: O bar é aberto até o último cliente, mas o petisco concorrente só é servido até às 23h)

Flórida Bar é um dos botecos mais tradicionais da boemia fortalezense, sendo fundado em 1962 por Sá Filho e, posteriormente, herdado por seus filhos Sá Neto e Ermínio Sá. Antes localizado no Centro de Fortaleza, o boteco foi o reduto preferido de profissionais liberais, funcionários públicos, políticos e artistas que buscavam um espaço aconchegante para relaxar e compartilhar de uma boa conversa com os amigos. Hoje, ele traz consigo todas as referências que fizeram parte da sua história ao longo de seus mais de 50 anos de existência. A programação inclui roda de samba aos sábados, seguida de seresta dançante, além de telão nos dias de futebol.

Tulipa ao molho do Kina do Kina do Feijão Verde (Divulgação)
Tulipa ao molho do Kina do Kina do Feijão Verde (Divulgação)

KINA DO FEIJÃO VERDE
Petisco: Tulipa ao molho do Kina
Fruta: Uva
(Asa de frango temperada com delicioso molho especial da casa à base de uva e vinho)

Rua João Cordeiro, 1697 – Aldeota. (85) 3252-7655
www.kinadofeijaoverde.com / Facebook: Kina Do Feijao Verde
Funcionamento para o concurso: Terça a quinta e sábado – 10h às 23:30h / Sexta – 10h à 00:30h / Domingo – 10h às 20h

(OBS: Fora do período do Comida di Buteco, o bar é aberto de terça a domingo das 10h às 23h)

Inaugurado em 1999, o boteco foi reformado em 2010, quando ganhou um ambiente sofisticado no segundo piso, que mesclou área climatizada com o toque boêmio que já era característica do Kina do Feijão Verde. O feijão é o carro-chefe, mas possui cardápio variado, atraindo tanto clientes acostumados a visitar restaurantes e frequentadores de botecos.

Quer mais dicas de petiscos do Comida di Buteco? Clique aqui e aqui.

Colunistas

Ver tudo
22 de fevereiro de 2020

Como cuidar da saúde no carnaval, evitar a ressaca e mais

Autor: Raquel Pessoa

28 de novembro de 2019

As “cervezas” dos “hermanos”: cenário e cervejas na Argentina

Autor: Samuel Magalhães (@SamCervas)

css.php